Casa Branca Imóveis
Você esta em Home a empresa
Piracicaba, 16 de dezembro de 2018

Título Imóveis

Você sabe como o FGTS pode ser utilizado na compra de um imóvel?

Utilizar o FGTS na compra de imóvel é uma das facilidades propostas pelo governo, para fomentar o mercado imobiliário e permitir que os trabalhadores tenham acesso facilitado à casa própria.
 
Infelizmente, muitas pessoas desconhecem esse direito e acabam deixando de usar esse fundo para realizar seu sonho de comprar um cantinho só seu, postergando algo que já poderia ter sido concretizado.
 
Para ajudar você a entender melhor como funciona todo o processo e como acontece a utilização do FGTS na compra de imóvel, criamos este post. Continue conosco e confira!
 
O que é e como funciona o FGTS
Criado no ano de 1966, pela Lei nº 5.107, o FGTS — Fundo de Garantia do Tempo de Trabalho — é um direito adquirido por todos os trabalhadores de carteira assinada no país, sendo pago pelo empregador e depositado na Caixa Econômica Federal.
 
As contas do FGTS são abertas de forma automática e estão ligadas diretamente ao contrato de trabalho, criada para funcionar como uma reserva de capital para o trabalhador em caso de algum tipo de problema futuro, como uma demissão. O valor é relativo a 8% do salário bruto recebido, depositado diretamente pelo empregador.
 
Vale ressaltar ainda que, todos os trabalhadores que estão sob o regime da CLT têm o direito de recolher o FGTS.
 
Para o que pode ser utilizado o FGTS
O Governo viu no FGTS uma boa oportunidade para que os trabalhadores tivessem acesso à casa própria, permitindo o saque de parte desse valor para determinadas ações. Veja no que pode ser utilizado o benefício:
 
Compra e construção
Parte do saldo, ou a sua totalidade, pode ser utilizado pelo trabalhador para comprar ou construir um imóvel para ser a sua residência.
 
Amortização ou liquidação do saldo devedor
Para quem já tem um saldo devedor oriundo de um financiamento imobiliário, o FGTS pode ser utilizado para sanar parte da dívida, ou até mesmo seu saldo total, desde que o financiamento tenha sido realizado dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).
 
Pagamento de parte do valor das prestações
O FGTS também pode ser usado para a quitação de parte das parcelas, diminuindo os valores em até 80%, durante 12 meses consecutivos. No entanto, também é necessário que o contrato esteja no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação.
 
Quais os requisitos para usar o FGTS na compra de imóvel
Para poder utilizar o FGTS nas situações citadas acima, também é necessário cumprir com alguns requisitos exigidos pelo governo para realizar a liberação dos valores. Confira abaixo quais são eles:
 
ter um período mínimo de 3 anos de trabalho com a carteira assinada. Esse tempo não precisa ser contínuo, mas a soma deve ser maior que 3 anos;
não ter realizado anteriormente nenhum financiamento por meio do Sistema Financeiro de Habitação;
não possuir imóvel residencial em seu nome no mesmo município em que se pretende comprar o novo. Por exemplo, se você tem um apartamento em Florianópolis, poderá comprar um imóvel em qualquer outro lugar, menos na capital catarinense;
morar ou trabalhar no município em que pretende adquirir o imóvel com o auxílio do FGTS.
Como utilizar o FGTS na compra de imóvel
Agora que você já sabe o básico sobre o FGTS, vamos dar um passo a passo simples de como usar esse fundo para ajudar você a comprar a sua casa própria. Vamos lá!
 
Confira o quanto você tem
O primeiro passo, é verificar junto a Caixa Econômica qual o saldo de sua conta do FGTS, pois, a partir desse valor, você poderá calcular melhor quais imóveis poderá comprar. O banco dispõe de vários canais de atendimento e isso pode ser feito rapidamente.
 
Reúna toda a documentação
Agora que você já sabe quanto tem, é preciso reunir todos os documentos exigidos pelo banco para realizar a liberação. São eles:
 
carteira de identidade, certidão de nascimento e CPF;
certidão de casamento, caso se aplique;
carteira de trabalho;
comprovante de residência;
certidão de matrícula do imóvel a ser negociado, e cópia do IPTU.
A liberação do dinheiro não é imediata, e o processo pode ser demorado. Quem intermedeia a compra é o banco, repassando os valores direto ao vendedor, caso o negócio se concretize.
 
Observe os limites de valor
É preciso acompanhar os sites oficiais do Governo para verificar os limites dos valores para o uso do FGTS, uma vez que eles podem ser alterados a qualquer momento, e prejudicar o seu negócio.
 
Invista de forma correta
O FGTS é utilizado especialmente por quem está comprando o primeiro imóvel. Dessa forma, é preciso redobrar a atenção, pois uma vez utilizado, levará muito tempo para se ter um bom saldo novamente no fundo.
 
Por conta disso, o ideal é sempre buscar por profissionais sérios para auxiliar você a entender melhor o mercado e os valores de imóveis, para que o seu sonho da casa própria não seja perdido.
 
Prepare-se para a vistoria
O banco só libera o saque do FGTS após a vistoria do imóvel, realizada por um engenheiro designado pela Caixa Econômica. Sendo assim, é preciso escolher uma propriedade que cumpra com todos os requisitos e exigências legais.
 
Além disso, são analisadas questões como a existência de dívidas com a União ou o município, e limites de valor de compra por região. Depois de todos esses passos, o valor pode ser requerido junto ao banco.
 
Escolha entre um consórcio ou financiamento para completar o valor
Na grande maioria das vezes, o valor do imóvel será maior do que o saldo do FGTS. Por isso, se o montante não for o suficiente para comprar à vista, é preciso complementá-lo. Uma boa saída para isso é optar por um financiamento, ou a realização de um consórcio. 
 
O FGTS na compra de imóvel pode ser a solução para quem deseja realizar o sonho da casa própria. Contudo, vale ressaltar a importância de contar com o auxílio de profissionais para orientar e facilitar todo o processo. 
 
Ficou com alguma dúvida? Então deixe um comentário neste post! Teremos o maior prazer em ajudar a responder seus questionamentos.